Wallace à Rio en 1941 : débats et recherches à partir d’une photo

chafariz-rj-1940-41

Sur le Net, nous avons trouvé cette image datant de 1940 : fontaine Wallace à Rio au bord de l’océan

C’est une photo de Pierre Verger faite à Ilha do Governador au Brésil  nous indique Michelle Casier)

Mais est-ce une des deux fontaines Wallace existant à ce jour à Rio ?

Sur le Net, les commentaires sont assez nombreux : les voici grâce à Michelle Casier :

Postado por Jaime G. Moraes em 18/07/2007 00:06

Freguesia – Fonte ” Wallace ” – 1940 / 41
Em 26 de fevereiro, A. D . mostrou em seu fotolog “Saudades do Rio – O Clone “ – http://fotolog.terra.com.br/sdorio:112 , a foto de uma fonte “Wallace “ , provavelmente fabricada em Val D’Osne , semelhante a outras que foram instaladas na Cidade do Rio de Janeiro.
A fotografia original é de Pierre Verger, que também andou pela Ilha.
Na ocasião, algumas dúvidas surgiram quanto a localização exata desta fonte.
Após pesquisar em algumas fotos da Freguesia, a localização da fonte ficou bem clara .
Realmente situava-se na Praça Carmela Dutra, ou para os moradores a “Praça da Freguesia”.
O fato é que na década de 50 não estava mais no local.
No Fotolog de amanhã, uma vista do local, na década de 30, onde aparece nitidamente a fonte .


Postado por Saudades do Rio – AD em 26/02/2007 08:39

Ilha do Governador – Rio 1940/1941
Em homenagem ao Sr. Celso Serqueira, natural daquela localidade, postamos hoje uma imagem da Ilha do Governador feita por Pierre Verger em 1940/1941.
Dependerei dos ilustres Srs. Comentaristas para descobrir o local exato da foto.
Vemos uma bela Fonte Wallace, provavelmente proveniente das Fundições do Val D’Osne e similar a algumas outras encontradas pela cidade.
fonte: Fundação Pierre Verger
A.D.
___________________________________________________

A informação abaixo foi retirada da Wikipédia.

A chamada Fonte Wallace trata-se de uma série de obras de arte em ferro fundido para embelezamento de praças e parques públicos, de grande beleza e raridade, produzidas no final do século XIX.

O nome se deve ao seu idealizador, o filantropo inglês Sir Richard Wallace que doou 100 exemplares da Fonte à cidade de Paris em 1872 e, posteriormente, o fez para outras grandes cidades pelo mundo afora.

Estas fontes foram fundidas na década de 1870, pela Fundição Val d’Osne, na França, e seu escultor, Charles Lebourg, captando o espírito de sua época (o período romântico francês), fez representar, através de quatro belas cariátides femininas (estátua usada como coluna de sustentação), algumas virtudes eternas: a Bondade, a Caridade, a Sobriedade e a Simplicidade. Sob um pedestal destacam-se pois, as quatro delicadas estátuas femininas, trajadas em vestes gregas, que sustentam uma cúpula.

No Brasil há registro de Fontes Wallace na cidade do Rio de Janeiro, em diversos pontos:
no Passeio Público;
no Parque Nacional da Tijuca;
em Botafogo;
na Avenida Rio Branco;
no pátio interno da Caixa Econômica Federal no Centro do Rio); e
no bairro de Santa Cruz, inicialmente instalada em frente ao Palácio Imperial (atual Batalhão Villagran Cabrita) e mais tarde transferida para a Praça Dom Romualdo.

 

Comentários (14):

Em 26/02/2007, às 09:01:23, Luiz D´ | fotolog disse:

Isto aí parece ser um pedacinho do Paraíso.

Um recanto bucólico, tranqüilo, com um mar cristalino, bom para se nadar.

Muito espaço para se brincar, passear, namorar.

Comparado com o que a Ilha é hoje…


Em 26/02/2007, às 10:11:51, Andre Decourt | página pessoal disse:
Parece ser a praia da Bica, vamos esperar o Celso para confirmar.

Essa Wallace com certeza não está mais aí, quanto algumas das localizações das fontes acho umas estranhas, com certeza.

Como a do pátio interno da CEF, o prédio nem pátio interno tem, na Av. Rio Branco também, sabemos de uma no Largo da Carioca….


Em 26/02/2007, às 10:49:36, derani | fotolog disse:
Isso aí era a praia particular no quintal da casa do Sr Serqueira, à qual tive o privilégio de ser convidado para uma peixada monumental!
Inesquecível!


Em 26/02/2007, às 15:53:40, EDUARDO BERTONI | fotolog disse:
.
Como eu disse hoje em outro fotolog: a Ilha era o que se imagina ser o paraíso.


Em 26/02/2007, às 16:45:08, JBAN disse:
A Ilha tinha até Fonte Wallace !!! Esperava que o paraíso fosse um pouco melhor. Assim nem dá vontade de ir para o Céu….


Em 26/02/2007, às 19:36:16, Celso Serqueira | página pessoal disse:

André,
Nunca soube de um chafariz desses na Ilha do Governador. Creio que não é a Praia da Bica, porque o litoral ao fundo teria que exibir as praias da Engenhoca e São Bento, o Arquipélago do Fundão ou a Enseada de Inhaúma – e não mostra. E a bica ficava um pouco mais distante da praia, na encosta de um morrote, e não tinha chafariz.

Aquele litoral recortado e montanhoso é típico de fundo de baía, inclusive, as faixas mais escuras na água parecem currais (armadilhas) de peixes muito usados até os anos 1970 na orla entre Gramacho e São Gonçalo.

Por estes e outros motivos, as opções, em ordem de probabilidade, são:

– Praia da Freguesia
– Praia do Dendê
– Praia na Ilha de Paquetá
– Praia na Ilha de Itaparica, BA

Se for na Ilha do Governador, meu voto é pela Praia da Freguesia, onde ficava o cemitério e hoje é a Praça Calcutá, em frente à Igreja. Local, aliás de belas palmeiras e coposos flamboyants como os da foto. Abraço!


Em 2/05/2007, às 14:32:31, Giselda disse:
Me parece onde hj é o aterro do cocotá.


Em 28/05/2007, às 19:14:53, fernando disse:
essa é a praia de são bento…onde me lembro do mesmo chafariz..deste angulo ao fundo aparece os montes de são gonsalo e niterói.


Em 30/06/2007, às 10:26:45, Carlos Pinto disse:
Lançamos o questão em nossa comunidade no Orkut da Ilha do Governador.


Em 9/07/2007, às 09:41:01, Abaixo o nosso endereço na comunidade da Ilha do Governador disse:
http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=7423562&tid=254086965626761980


Em 15/07/2007, às 18:58:00, CONFIRMADO  disse:
Finalmente temos a confirmação de que o local da foto é realmente na Ilha do Governadoe. Visitem a página pesoal.


Em 13/09/2007, às 20:14:52, Monique Re id  disse:
Acho mesmo mesmo que é paquetá. Qdo se sai da estação das barcas e se anda para a direita…antes de fazer o contorno da ilha. Tem exatamente uma grande praça, muito parecida com essa, mas não há chafariz acho que só esses coqueirinhos…


Em 13/03/2008, às 11:52:17, Marcelo Bezer ra  disse:
Essa fonte ficava na praça Carmelo Dutra na Freguesia, a grande dúvida realmente não e em relação a localização, e sim de onde provinha a água que a alimentava, já vi outra foto desta praçã onde aparece esta fonte.


Em 27/03/2008, às 18:36:19, Mauro disse:
Marcelo,
Na verdade o nome “Fonte” Wallace é um tanto contraditório, já que dessa “fonte” não jorra água…
No link abaixo, uma foto onde a Fonte Wallace aparece com Igreja-Matriz de Nossa Senhora da Ajuda (Bem Tombado Federal) ao fundo.
http://www.flickr.com/photos/historiadailha/880730702/

Si l’on clique sur les liens, on part dans d’autres directions et d’autres ouvertures :

Praia da Guanabara – Igreja-Matriz de Nossa Senhora da Ajuda

880730702_ce9dd2b7a0
Praia da Guanabara e Igreja-Matriz de Nossa Senhora da Ajuda, à esquerda. O templo foi construído em 1743 (a capela anterior destinou-se a cemitério), com nova reforma concluída em 1900, a partir das paredes externas remanescentes do incêndio de 1871.
(Bem Tombado Federal, desde 26/07/1938).
Observar a Fonte Wallace, no jardim entre o muro de pedra da praia e a igreja.
Freguesia, Ilha do Governador, Rio de Janeiro, Brasil.
(Data da foto: desconhecida. Possivelmente década de 30/40).

Terre natale de Araribóia, l’île était habitée par la tribu des indiens Temiminós qui abandonnèrent l’île à cause des attaques des ennemis Tamoios et des traficants français de Pau-Brasil, lesquels furent définitivement chassés en 1567 par les portugais. Le 5 septembre de cette même année, Mem de Sá donna la terre à Salvador Correia de Sá, qui se transforma en producteur de canne à sucre. Le sucre produit était exporté en Europe aux siècles XVI, XVII et XVIII.

Au XIXe siècle, le Prince Régent D.João utilisa l’île comme terrain de chasse. Selon la tradition, la Plage de Bica se nomme ainsi en raison d’un source qui servait de bain pour le jeune prince D.Pedro, plus tard D.Pedro I (1822 – 1831)

En 1952 fut inauguré l’Aéroport du Galeão, agrandi en 1977 pour accueillir des vols longues distances. A l’époque, le Galeão était la plus grande plateforme aéroportuaire du Brésil, avec une capacité de six millions de passagers par an.

Liens
http://www.pierreverger.org/fpv/index.php?option=com_wrapper&Itemid=176

http://fotolog.terra.com.br/sdorio:112

849 vues